As vacinas na rede pública e na rede particular

O gasto com imunização nos primeiros anos do bebê é muito alto. Mas a maioria das vacinas já está disponível na rede pública, de graça

1 a 4 meses

Finanças

A maioria das vacinas para os bebês já está disponível na rede pública, e todo cidadão tem direito a esse serviço de graça. A cada ano, o governo vem incluindo mais vacinas na lista que oferece. O doutor Marcos Junqueira do Lago, do Departamento de Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica que todas as crianças até dois anos de idade podem receber as vacinas essenciais nos postos de saúde do governo. Para o segundo ano de vida, o governo já está incluindo as vacinas contra catapora e hepatite A.

Com isso, os pais que optarem por postos de saúde não terão gastos com vacinas. A diferença da rede privada é muitas vezes a conveniência – ter uma clínica bem perto de casa ou que faça algumas aplicações em domicílio, com o pagamento de uma taxa. Nas clínicas privadas, algumas vacinas também são agrupadas, portanto o bebê é espetado menos vezes. No caso do Rotavírus, as clínicas oferecem vacinas que combatem mais tipos de vírus.

Se todas as vacinas forem dadas na rede privada, o custo pode chegar a R$ 4.200 nos primeiros dois anos de vida do bebê. É possível negociar descontos para pacotes de vacinas. E alguns planos de saúde dão reembolso parcial.

Mas se os pais querem usar o posto de saúde, estarão bem cobertos. Antes de o bebê nascer, é importante saber que posto de saúde será utilizado pela família. Vale a pena pesquisar os postos mais próximos e ir até lá para conhecer o itinerário do ônibus, o preço de uma corrida de táxi ou as condições de estacionamento para quem vai de carro.

O pediatra Marcos Junqueira do Lago recomenda ainda que pais e qualquer outra pessoa que vá cuidar do bebê – babás, avós ou outros parentes – tomem a dose da vacina contra tétano, difteria e coqueluche. Entre o nascimento e os dois meses de idade, informa o doutor Marcos, a criança tem risco de pegar coqueluche. O adulto deve tomar a injeção mesmo que já tenha sido imunizado na infância, porque a vacina vai perdendo a validade. As gestantes podem tomar essa vacina tríplice na rede pública de saúde.

 

O calendário

Fonte: Kinder Clínica e Vacinas

 

Para quem prefere dar as vacinas na rede privada, aí vai uma lista de valores em reais, com base em tabelas de duas clínicas do Rio de Janeiro:

 

- Ao nascer:

    

  Clínica 1

  Clínica 2

BCG ID

  80,00

  80,00

Hepatite B - 1ª dose

  70,00

  70,00

 

- 2º mês:

 

Clínica 1

Clínica 2

Hepatite B - 2ª dose

70,00

 

VACINAS CONJUGADAS:

260,00

Tríplice Bacteriana (DTP ou DTPa) - 1ª dose

 

VACINAS CONJUGADAS:

165,00

Hemófilos tipo b - 1ª dose

Poliomelite (vírus inativado) - 1ª dose

Rotavírus - 1ª dose

180,00

180,00

Pneumocócica Heptavalente - 1ª dose

250,00

250,00

São indicadas 2 ou 3 doses, de acordo com o fabricante, que serão administradas do 2º ao 6º  mês.

 

- 3º mês:

 

  Clínica 1

  Clínica 2

Meningocócica Conjugada - 1ªdose

 

  185,00

 

  185,00

 

- 4º mês

 

Clínica 1

Clínica 2

Tríplice Bacteriana (DTP ou DTPa) - 2ª dose

 

VACINAS CONJUGADAS:

165,00

 

VACINAS CONJUGADAS:

190,00

Hemófilos tipo b - 2ª dose

Poliomelite (vírus inativado) - 2ª dose

Rotavírus - 2ª dose

180,00

180,00

Pneumocócica Heptavalente - 2ª dose

250,00

250,00

 

- 5º mês:

 

  Clínica 1

  Clínica 2

Meningocócica Conjugada - 2ª dose

 

  185,00

 

  185,00

 

- 6º mês

 

Clínica 1

Clínica 2

Hepatite B - 3ª dose

235,00

240,00

Tríplice Bacteriana (DTP ou DTPa) - 3ª dose

 

VACINAS CONJUGADAS:

165,00

 

VACINAS CONJUGADAS:

190,00

Hemófilos tipo b - 3ª dose

Poliomelite (vírus inativado) - 3ª dose

Rotavírus - 3ª dose

180,00

180,00

Pneumocócica Heptavalente - 3ª dose

250,00

250,00

 

- 6º mês aos 10 anos:

 

  Clínica 1

  Clínica 2

Influenza

  75,00

  85,00

2 Duas doses na primeira vacinação. Reforço anual.

 

- 12 ou 15 meses:

 

Clínica 1

Clínica 2

Pneumocócica Heptavalente -Reforço

 

250,00

 

250,00

Meningocócica Conjugada -Reforço

 

185,00

 

185,00

 

- 12 meses:

 

Clínica 1

Clínica 2

Hepatite A - 1ª dose

120,00

130,00

Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) - 1ª dose

 

70,00

 

80,00

Varicela (catapora) - 1ª dose

170,00

170,00

 

- 15 ou 18 meses:

 

Clínica 1

Clínica 2

Tríplice Bacteriana - Reforço

 

VACINAS CONJUGADAS:

165,00

 

VACINAS CONJUGADAS:

190,00

Hemófilos tipo b - Reforço

Poliomelite (vírus inativado) - Reforço

 

- 15 ou 24 meses:

 

Clínica 1

Clínica 2

Tríplice Viral - 2a dose

70,00

80,00

Varicela (catapora) - 2a dose

170,00

170,00

 

- 18 meses:

 

Clínica 1

Clínica 2

Hepatite A - 2ª dose

120,00

130,00

 

 

Orelha furada

Antigamente, as meninas já podiam sair da maternidade com as orelhas furadas. Hoje, os hospitais estão proibidos de fazer isso. O serviço geralmente é oferecido nas mesmas clínicas particulares que aplicam vacinas e testes no bebê. Furar as duas orelhas do bebê custa, em média, R$ 80.

 

Artigos Relacionados

Tudo anotadinho

Distribuída gratuitamente, a Caderneta de Saúde da Criança pode contribuir para um atendimento médico mais ágil e eficiente.

Como vão as vacinas?

Iniciada já no primeiro dia, a vacinação continua vida afora e precisa ser mantida em dia para prevenir doenças graves.

Atenção ao calendário

Há vacinas com dose única, outras precisam de vários reforços. Manter o calendário em dia é importante para garantir a proteção do bebê.